O Gênero Textual como Elemento de Divulgação Científica

Luana Macieira Barbosa

Resumo


Entendemos o processo de divulgação científica como essencial para que a sociedade seja bem informada sobre temas de ciência e tecnologia (C&T) e, assim, tenha mais autonomia para opinar e participar de decisões governamentais nesta esfera. De forma a problematizar os textos jornalísticos de divulgação científica, este artigo expõe um percurso teórico-metodológico do estudo dos gêneros aplicado ao jornalismo científico, levando em conta teorias de Bahktin (2011), Rodrigues (2004) e Grillo (2013). Partimos do pressuposto que o processo de divulgação científica trata da transformação de textos pertencentes ao gênero textual “artigo científico” em textos do gênero “matéria jornalística”. O percurso teórico exposto neste artigo integra o capítulo teórico da dissertação de mestrado “Do pesquisador ao cidadão: o jornalismo científico como processo de recontextualização”, defendida junto ao Programa de Pós-graduação em Estudos de Linguagens do Centro Federal de Educação tecnológica de Minas Gerais (CEFET-MG). Tal dissertação se aprofundou em entender os processos de transformações textuais realizados pelos jornalistas para a produção de textos sobre ciência inteligíveis ao público não-especializado.

 

 


Palavras-chave


Gênero textual; Jornalismo científico; Divulgação científica.

Texto completo:

PDF


Indexadores: