“É o lobo?”: proposta de leitura e difusão da ciência na primeira infância

Anna Cecília Alencar Reis, Tatiana Pereira da Silva, Luís Paulo de Carvalho Piassi

Resumo


Durante a infância a interação com as diversas situações e com a natureza se constitui de maneira exploratória, em geral, as crianças nunca param de prestar atenção, criam hipóteses e tentam testá-las em suas experiências cotidianas. Nesse encontro, a ciência para a criança busca o desenvolvimento do pensamento crítico, uma vez que perpassa os processos de observação e questionamento inseridos no próprio contexto sociocultural. A potencialidade de tal desenvolvimento se dá através da reflexão e discussão de problemas autênticos. Desse modo, a divulgação da ciência se estabelece como uma ferramenta para a consolidação de uma cultura científica. Com o objetivo de promover a participação das crianças em discussões éticas e políticas da ciência, desenvolvemos uma intervenção de divulgação da ciência de modo lúdico-didática no espaço formal de educação. Utilizando elementos do teatro de fantoches e da contação de histórias, a intervenção foi realizada partindo da problematização da história infantil É o lobo? com três etapas de realização: leitura animada em um circuito, produção coletiva/final da história e roda de conversa. Tais processos permitiram que as crianças apresentassem posicionamentos éticos sobre as relações entre os animais e entre os animais e os humanos e por meio das relações com seus parceiros e produções elaboradas, ampliassem a discussão, atuando como sujeitos ativos em todas as etapas da intervenção.

Palavras-chave


Divulgação Científica; Livro infantil; Sociocientífico; Animais

Texto completo:

PDF


Indexadores: