RESISTÊNCIA DA CULTURA CIENTÍFICA NA CIDADE DE CANAS: PERCEPÇÕES DE UMA COMUNIDADE

Jonathan Florentino da Silva, Cláudia da Silva Lopes Araújo, Jaqueline da Silva Lopes

Resumo


Esta pesquisa apoia-se numa reflexão acerca da produção científico-cultural de uma comunidade local e seu registro, bem como suas contribuições na formação de profissionais da área da linguagem, e objetiva apresentar um resgate histórico-cultural da comunidade local. Dada a observação da falta de registro escrito acerca da permanência de tradições na cidade de Canas-SP, apresenta-se este trabalho, pautado em uma série de atividades desenvolvidas por pesquisadores junto à comunidade em seus eventos culturais. Os eventos analisados eram de ordem culinária, musical, expositiva e artística. O foco da pesquisa se deu na valorização da cultura oral e na resistência dessas manifestações culturais. Tomamos por base os estudos de Nogueira (2000) acerca da extensão e a produção científica, uma vez que a autora defende a indissociabilidade entre cultura e sociedade, seja para se situar historicamente, para se identificar culturalmente. Também tratamos dos desafios da cultura científica, com respaldo em Vogt (2006). Os resultados são de ordem qualitativa, obtidos por meio de entrevistas com membros da comunidade e apresentação de seus registros, organizadores dos eventos, documentos disponibilizados pela prefeitura em seu portal, questionários com alunos voluntários e participantes. 


Palavras-chave


Canas; cultura científica; tradições; cultura oral

Texto completo:

Sem título PDF


Indexadores: