As cidades com dengue nas páginas da “Agência Brasil” e do “Estadão”

Ana Beatriz Camargo Tuma, Maria Conceição da Costa

Resumo


Este artigo tem a finalidade de apresentar pesquisa na área de Comunicação e Saúde com foco na dengue, estudo que está sendo desenvolvido no Mestrado em Divulgação Científica e Cultural do Labjor – Unicamp. Tem-se como problema de pesquisa: “Quais os retratos das cidades brasileiras veiculados pelo portal Estadão e pela Agência Brasil em anos de enormes notificações de casos da doença e mortes por dengue?”. O objetivo geral é comparar as representações dos municípios brasileiros no que diz respeito à dengue, que foram produzidas e veiculadas pelos referidos portais nos anos de 2010 e 2013. Os objetivos específicos são: apresentar as cidades brasileiras sobre as quais se veicularam mais matérias, averiguar se elas integravam as regiões que mais apresentavam transmissão do vírus da dengue, saber como são seus indicadores de habitação e quais os escores no Índice de Desenvolvimento Humano Municipal; investigar o que e como é discorrido (ou não) sobre casos e mortes, causa(s) da dengue, rede de serviços de saúde, fontes de informação, além de prevenção e controle; identificar se há medidas educativas nos textos; e quantificar as matérias em período epidêmico (de janeiro a maio) ou não epidêmico (os outros meses do ano) e conhecer se elas atendem à divulgação de informações preconizadas pelo Ministério da Saúde para cada período. Nesta pesquisa, é utilizada a metodologia da análise de conteúdo, além de revisão teórica sobre o tema estudado. Como instrumento de análise dos 69 textos selecionados, foi feita uma tabela de codificação (não mostrada neste texto). Assim, pretende-se revelar como essas mídias têm retratado as cidades brasileiras, palcos onde se dissemina a doença.


Texto completo:

PDF


Indexadores: