A escrita íntima em Lima Barreto: O cemitério dos vivos

Elizabeth Gonzaga de LIMA

Resumo


Este trabalho examina a escrita íntima de Lima Barreto em suas diversas formas, em particular, O diário do hospício e o romance inacabado O cemitério dos vivos, frutos da experiência de internação do escritor no Hospital Nacional de Alienados no Rio de Janeiro, entre 25 de dezembro de 1919 e 02 de fevereiro de 1920. Os fragmentos da intimidade de Lima Barreto recolhidos ali ou nas lembranças do mundo exterior refletem a vida brasileira daquele período. Essa tangência entre biografia e arte ilumina um de seus pressupostos mais caros, o exercício de uma literatura comprometida com o social – contar a própria dor e marginalização é também contar o sofrimento e a exclusão do outro. Essa espécie de prisma confessional, projetado do conjunto de sua obra para a sociedade, desvela o projeto anunciado e executado pelo escritor, a militância literária e a absoluta sinceridade, ideais que contribuem na construção do grande mosaico que é a cultura e a literatura brasileira.


Abstract

This paper examines the intimate writing of Lima Barreto in its various forms, in particular, Diário do Hospício and the unfinished novel O Cemitério dos vivos. These are the results of his personal experience in the National Alienated Hospital in Rio de Janeiro, in the period between 25th December 1919 and 2nd February 1920. The fragments of the Lima Barreto intimacy collected there or in his memories of the outside world reflect the Brazilian way of life in that period. This relation between biography and art enlightens one of his dear pre-suppositions, a literature undertaken with the social – telling his own pain and marginalization is also a way of articulating the pain and exclusion of the other. This kind of confessional prism, projected from his whole work to the society, unveils his announced and executed project, the literary militancy and the total sincerity, ideas which contribute to the construction of the huge mosaic of Brazilian culture and literature.


Texto completo:

PDF