A EXPRESSÃO DE MODALIDADES TÍPICAS DO SUBJUNTIVO EM COMPLETIVAS, ADVERBIAIS E RELATIVAS NA FALA DE MURIAÉ/MG

Rosana Ferreira ALVES

Resumo


RESUMO: Neste trabalho analisa-se, à luz da Sociolingüística Quantitativa (Labov: 1972, 1994), a expressão de modalidades “típicas” do subjuntivo no português brasileiro falado em Muriaé/MG. Propõe-se que o fenômeno variável expressão de modalidades “típicas” do subjuntivo/presente esteja se manifestando no português mediante a realização das variantes (i) presente do subjuntivo; (ii) presente do indicativo; e (iii) estruturas alternativas. Sendo assim, esse trabalho defende que não apenas a variante forma do indicativo está ocupando o espaço do subjuntivo (conforme defendem Bianchet (1996) Rocha (1997), Alves Neta (2000), dentre outros), mas também as estruturas alternativas à expressão de modalidades “típicas” do subjuntivo, a saber: formas infinitivas, gerundivas, nominalizadas e elípticas, etc.

ABSTRACT: This work analyzes according to quantitative Sociolinguistic (Labov 1972, 1994), typical kind’s expression of the subjunctive in the Brazilian Portuguese spoken in Muriaé/MG. It has been proposed that the variable phenomenon expression of “typical” kind subjunctive/present is manifesting in the Portuguese through the variants (i) present of subjunctive; (ii) present of indicative; and (iii) alternative structures. So that, this work defends that it isn’t only variant indicative form which is occupying subjunctive space (according to Bianchet (1996), Alves Neta (2000), and others), but also, the variant alternative structure expression kinds “typicals” of subjunctive.

Palavras-chave


Sociolingüí­stica

Texto completo:

PDF