O SUJEITO NA AUTO-ESCRITURA BENJAMINIANA: A AUTO-ESCRITURA NO ESPAÇO MEMÓRIA

Guaraciara Roberta Loterio

Resumo


Este trabalho tem como objetivo a questão da autobiografia em Walter Benjamin, buscando compreender a maneira como se dá a constituição do sujeito em tais escritos. Para tanto, levaremos em conta a forma peculiar pela qual Benjamim parece negociar sua identidade nessas narrativas, isto é, rompendo com a idéia de linearidade e transparência do sujeito. Essa leitura parece lidar com as constantes transformações – que, por vezes, chegam até mesmo a expressar contradições – sofridas pelo sujeito benjaminiano ao longo de seus escritos.

Texto completo:

PDF