NOCTURNO DE CHILE ENTRE A LITERATURA E A HISTÓRIA

Jáder Vanderlei Muniz de Souza

Resumo


O presente trabalho se detém no romance Nocturno de Chile (2000), uma das últimas obras publicadas em vida pelo escritor chileno Roberto Bolaño (1953-2003). A obra é um relato em primeira pessoa, feito por seu protagonista, o padre, poeta e crítico literário Sebastián Urrutia Lacroix, que está em seu leito de morte quando decide contar sua história e rememorar “os atos que o justificam”. Pretende-se ao longo da pesquisa analisar e compreender a forma como: 1. O escritor elabora um encontro entre Literatura e História; 2. Reescreve a história recente do Chile; 3. Intervindo num outro espaço que não o seu campo de origem, leva a cabo um trabalho literário e responde ás demandas dessa arte. Parte-se da hipótese, portanto, de que o referido romance configura uma opção político-estética por contar a História, sendo a sua compreensão, uma chave mestra para uma leitura lúcida e eficaz do texto de Bolaño.
Palavras-chave: literatura; história; Chile.

Texto completo:

PDF