AS COMÉDIAS ROCEIRAS DE MARTINS PENA: REPRESENTAÇÕES DE O JUIZ DE PAZ DA ROÇA E A FAMÍLIA E A FESTA DA ROÇA NOS PALCOS DA CORTE

Bruna Grasiela Silva Rondinelli

Resumo


As crônicas e anúncios teatrais publicados pela imprensa carioca oitocentista permitiram a reconstituição histórica das representações, entre 1838 e 1844, das comédias roceiras O Juiz de Paz da Roça e A Família e A Festa da Roça, com as quais Martins Pena (1815-1848) iniciou sua carreira dramática nos palcos da Corte brasileira. Estas peças, que representam o modo de vida tradicional do campo em contraposição à ordem sociocultural burguesa da capital do Império, estreadas e encenadas, com frequência, em espetáculos beneficentes a atores do Teatro de São Pedro de Alcântara - o principal teatro do Rio de Janeiro na época -, obtiveram boa aceitação pela plateia e companhias dramáticas.

Texto completo:

PDF