Me segura

Franklin Alves Dassie

Resumo


Nesse ensaio proponho uma leitura livros em que o processo de montagem/feitura é um dos elementos fundamentais para a compreensão de suas respectivas poéticas. Em um primeiro momento, analiso a imagem do “sol quadrado” em Grapefruit de Yoko Ono. A partir dessa imagem, mas em outro contexto, aproximo esse livro de Me segura que eu vou dar um troço de Waly Salomão. Em ambos os casos, penso como esses dois livros, através mesmo do processo de montagem/feitura, solicitam a participação do leitor/a. Para isso, dialogo com Michel Melot, Roland Barthes, a prática artística de Hélio Oiticica, a cinematográfica de Jean-Luc Godard e, sobretudo, com as reflexões de Charles Baudelaire na introdução de Pequenos poemas em prosa. Imagino, assim, a ideia de lançamento como um gesto coletivo em que autor/a e leitora se lançam na criação de experiências mais comunais.

 

Palavras-chave: livro, montagem, leitura.