Português jurídico: uma ferramenta de exclusão social

João Ricardo Gonçalves

Resumo


A variedade escrita do português jurídico é uma evidente ferramenta de exclusão usada para manter a margem os falantes de variedades estigmatizadas do português. A legitimação desta exclusão é feita por dois meios fundamentais para a existência e interação social: direito e linguagem. Há assim a necessidade de compreender o abismo existente entre variedade jurídica e variedades estigmatizadas do português. Este entendimento parte do crivo de que falar da língua é falar de política e em nenhum momento esta reflexão política pode estar ausente de nossas posturas teóricas e de nossa atuação concreta como cidadão, professor e cientista. Do contrário, estaremos apenas contribuindo para a manutenção do círculo vicioso do preconceito linguístico e do irmão gêmeo dele, o círculo vicioso da injustiça social.

Texto completo:

PDF