A CONSTRUÇÃO DO LIVRE DE LA CITÉ DES DAMES (1405) DE CHRISTINE DE PIZAN

Talita Janine JULIANI

Resumo


Estabelecendo como objeto de estudo o Livre de la Cité des Dames (1405) de Christine de Pizan e sua principal fonte, o De Claris Mulieribus (1362) de Giovanni Boccaccio, propusemos investigar a relação de dependência – tanto composicional como temática – da primeira obra em relação à segunda, bem como os artifícios utilizados pela autora francesa para alterar a sua fonte e obter sua própria autoridade sobre sua obra. Analisamos, em primeiro lugar, quais biografias Christine de Pizan emprestou de Boccaccio, quais descartou e quais foram retiradas de outros textos. Propusemos-nos também a estudar a organização geral da obra, que é um catálogo biográfico estruturado através do uso de uma alegoria principal, a construção de uma cidadela onde somente as mulheres virtuosas habitariam.
Palavras-chave: Literatura francesa, Idade Média, Compilação, Literatura Comparada, Misoginia.

Texto completo:

PDF