A CONSTRUÇÃO DA IDENTIDADE EM ALUNOS MIGRANTES NA SALA DE AULA

Daniel LEMOS CURY

Resumo


Nesta pesquisa, pretendemos estudar a construção identitária do aluno(a) adolescente migrante no estado de São Paulo em sala de aula, através da análise de aulas e entrevistas com aluno(a)s de sétima e oitava séries do Ensino Fundamental.
Buscamos promover uma reflexão a respeito do ensino da Língua Materna na escola, considerando a relevância da constituição da identidade do aluno migrante em meio a um ensino que postula um sujeito totalizante e o considera como origem de seu próprio sentido, sem levar em conta a presença do(s) outro(s) como constituinte(s) de sua formação identitária.
Pretendemos, desse modo, contribuir às reflexões realizadas na área de Lingüística Aplicada pensando no ensino de português como Língua Materna, que considere a presença de alunos migrantes na sala de aula.

Texto completo:

PDF