O MITO DE CRISES NA FÁBULA 121 DE HIGINO: UM ARGUMENTO SINGULAR

Diogo Martins Alves

Resumo


A relevância da obra Fabulae, atribuída a um certo Higino, tende a ser cada vez mais reconhecida nos estudos mitográficos, muito embora estudiosos (entre eles autores de edições críticas) divirjam quanto ao valor desse compêndio de mitologia legado pela Antiguidade greco-romana. O presente artigo visa apresentar a obra e as discussões sobre sua autoria em termos gerais, bem como disponibilizar uma tradução em língua portuguesa (inédita, ao que saibamos, no Brasil) de uma fábula específica, Chryses, acompanhada de breve análise. Nela, destacaremos a singularidade da versão higiniana (única fonte antiga legada da Antiguidade a abordar diretamente esse mito) por meio do cotejo com textos de gêneros vários que o tratem mais tangencialmente.

Texto completo:

PDF