Cordéis Joseenses - da ciência à resistência cidadã

Paulo Roxo Barja, Claudia Regina Lemes

Resumo


O presente artigo tem o objetivo de avaliar a trajetória dos Cordéis Joseenses dentro do percurso de dez anos (desde o início de sua produção), considerando se houve mudanças de rumos na produção no que se refere aos temas da produção literária, em relação ao projeto inicialmente proposto. Em termos metodológicos, como recorte para análise, foi adotada a classificação dos textos em duas dimensões: i) ciência/educação x política/cidadania; e ii) infantojuvenil x adulto. Nas duas dimensões adotadas, para efeito de contabilização (estatística) foram excluídos os cordéis que não se encaixassem numa categoria específica dentre as adotadas. A análise cronológica efetuada mostra a progressiva mudança de foco ao longo do tempo e estas mudanças são discutidas. Se, por um lado, a produção cordelística segue buscando atender tanto ao público infantojuvenil quanto ao público adulto (com crescimento do número de textos voltados a este último), por outro lado é inegável o aumento da presença de viés político nos textos, principalmente no período que se inicia a partir da metade do ano de 2016. Esta mudança no percurso criativo (e temático) evidencia o caráter de resistência social e política da produção literária, pois surge como reflexo (e consequência) da evolução histórica recente do país.

Palavras-chave


Cordel; Educação; Literatura.

Texto completo:

PDF


Indexadores: