Produção de textos jornalísticos em um e-book em língua inglesa

Jonathan Florentino da Silva

Resumo


O presente artigo debruça-se sobre práticas de ensino-aprendizagem em língua inglesa realizadas por alunos do terceiro ano do ensino médio de uma escola pública no estado de São Paulo. As análises iniciais basearam-se em: observação do contexto escolar; levantamento das competências e habilidades a serem desenvolvidas; reflexões a respeito do conteúdo programático do Caderno do Aluno provido pelo Governo do Estado de São Paulo; e relatos dos alunos. Com base nesses itens, apresentou-se a proposta de um e-book em língua inglesa que versasse acerca do tema “mercado de trabalho”, como base para a prática de escrita e para intervenções de prática oral que abrangessem situações reais de uso da língua de modo significativo. Além da produção dos estudantes, foram analisados tópicos como: as respostas dos alunos durante o desenvolvimento das tarefas; a interação e o trabalho cooperativo em diferentes momentos; a questão da afetividade na relação aluno-professor; e o possível impacto do projeto no contexto daquela escola em questão. Do ponto de vista teórico, busca-se: o entendimento dos processos de ensino-aprendizagem à luz do sociointeracionismo de Vygotsky (1988); a função da tecnologia e o uso do e-book a partir dos estudos de Pellanda (2010); e os preceitos das Orientações Curriculares para o Ensino Médio – Ocem (2006). Os resultados têm cunho qualiquantitativo e foram obtidos por meio de sondagem e questionários com estudantes que participaram do processo e com alunos leitores do e-book, e também por meio de reflexões do professor-pesquisador.


Texto completo:

PDF


Indexadores: