Videofonograma

Marcelo A. Vaz Pupo

Resumo


Pensar a imagem em movimento como artifício disparador de significações que cingem o tema da dissertação, que dê e que abra visibilidade ao acervo que reuni do mundo camponês aquilo que me irrompe e aquilo que penso ser suas erupções - estas pautadas pelo nucleação política que a movimentação social organizada no campo gera e coaduna. Neste universo, que semânticas (visuais) são translúcidas, ou pretende-se que sejam, e quais não se fixam, não são dadas nem estabelecem referência na gramática do real? O vídeo é eleito como linguagem que manifesta a instabilidade fronteiriça entre reminiscência e imaginação; educação, arte e divulgação; estética e política.


Texto completo:

PDF


Indexadores: