Um estudo de percepção sobre o interesse e os meios de informação na temática C&T

Bárbara Pacheco Carita Lopes, Joana Marques, Tárcio Fabrício, Denise Freitas

Resumo


Este artigo parte do pressuposto de que um entendimento básico do conhecimento científico por grande parte da população configura-se como essencial à sua participação autônoma e ativa nas tomadas de decisões em uma sociedade alicerçada cada vez mais na circulação e concentração da informação. Conhecer as percepções individuais acerca do que se entende por ciência e de sua relação com seus meios de comunicação, podem ser elementos essenciais para definição das políticas públicas relacionadas à temática científica e tecnológica e adequação dos próprios meios de divulgação. Assim, neste estudo procurou-se identificar o grau de interesse dos cidadãos em relação à ciência e tecnologia visando dois objetivos principais: entender os motivos pelos quais algumas pessoas demonstram pouco interesse e refletir sobre a influência dos meios de informação acessados por aqueles que demonstram um alto grau de interesse nessa área. Para a constituição do corpus deste trabalho realizaram-se 385 entrevistas com informações sistematizadas por meio de um protocolo de questões semi-estruturadas, aplicadas em locais públicos estratégicos da cidade de São Carlos/SP, entre os meses de maio e dezembro de 2011. A configuração da amostra deu-se de maneira estratificada, a fim de representar e refletir os segmentos e diferentes perfis socioeconômicos da população. Os resultados demonstraram que a grande maioria dos respondentes está interessada em assuntos relacionados à ciência e à tecnologia e que a internet tem um papel cada vez mais relevante no cenário da divulgação científica. Cerca de um terço dos entrevistados declarou ter pouco interesse nessa temática, apontando como principais razões a falta de tempo e de conhecimento que permitam uma compreensão plena de muitas questões científicas.


Texto completo:

PDF


Indexadores: