A trilha sonora como gênese do processo criativo na obra de Moacir Santos: o tema da fuga de Ganga Zumba

Lucas Zangirolami Bonetti, Claudiney Rodrigues Carrasco

Resumo


O presente artigo se propõe a discutir os processos de composição utilizados por Moacir Santos (1926-2006) na concepção da introdução da música “Mãe Iracema” a partir da trilha sonora de duas cenas, compostas para o filme Ganga-Zumba (1964), de Carlos Diegues (1940-). Este estudo visa perceber como as referências imagéticas, assimiladas do filme, refletiram em seus processos composicionais, tanto para a própria trilha quanto para a composição resultante desse processo, “Mãe Iracema”, lançada no disco The Maestro, de 1972.

Texto completo:

PDF


Indexadores: