A(s) imagem(s) da ciência em revistas de divulgação científica para crianças e adolescentes: superioridade ou bizarrice?

Raquel Juliana Prado Leite de Sousa, Carlos Roberto Massao Hayashi

Resumo


Analisa a divulgação científica para crianças e adolescentes pelas revistas Ciência Hoje das Crianças (CHC) e Mundo Estranho (ME), a fim de verificar qual imagem de ciência é difundida por essas publicações. Tem como base o arcabouço teórico da área de Ciência, Tecnologia e Sociedade (CTS), valendo-se da concepção metodológica da Análise de Conteúdo (AC) com abordagem qualitativa. Especialmente para este trabalho, foram analisadas a presença ou ausência de três mitos científicos: a) superioridade do modelo de decisões tecnocráticas, b) perspectiva salvacionista da C&T e c) determinismo tecnológico. Em CHC predominam visões unívocas da ciência, o conhecimento tradicional aparece em raríssimas exceções e os resultados de pesquisa possuem o valor de verdade e superioridade e promovem a tecnocracia e o bem-estar social. Na revista ME há uma mescla de ciência, conhecimento tradicional e cultura pop, com destaque para hipóteses e teorias no lugar de certezas científicas, predominância de debate, com o gosto pelo bizarro, o erro e a controvérsia, mas com a aparição do determinismo tecnológica em matérias pontuais.

Texto completo:

PDF


Indexadores: